top of page

Roma, 8 de julho de 2023 . O Congresso dos Centros de Estudos e Investigação OFM, organizado pela Secretaria Geral de Formação e Estudos (SGFS) e que acolheu, de 4 a 7 de julho, na Cúria Geral da OFM, os representantes das Instituições de nível universitário e de alta investigação científica dos centros da Ordem dos Frades Menores.

No último dia do Congresso, durante a celebração eucarística, Fr. Massimo Fusarelli, Ministro geral, falou sobre a fé em Abraão e a importância da pesquisa intelectual . “Esta figura que fala de provisório, de ser estrangeiro e de caminhar – disse ele durante a homilia – nos leva de volta ao coração da fé. Portanto também da pesquisa intelectual, que conduz à sabedoria do coração e da vida. Não podemos buscar um conhecimento já estabelecido, uma pílula de fé pronta para uso, uma verdade que se reduza às dimensões de um manual”.


À figura de Abraão, Pe. Massimo acrescentou a de Levi e a da misericórdia: “A história de Levi nos mostra como devemos nos colocar entre os pecadores, para obter misericórdia. Podemos pensar a fé de uma maneira nova para o nosso tempo, se soubermos e experimentarmos que somos peregrinos e estrangeiros, desaparecidos, pecadores sempre necessitados de misericórdia. Podemos fazer teologia e criar um pensamento franciscano a partir da margem, onde se invoca e se espera a misericórdia. Mesmo na pesquisa podemos nos tornar menores, porque o conhecimento da fé nos ultrapassa, não se reduz às nossas palavras e entra no Mistério de Deus, sempre maior do que podemos pensar por nós mesmos”.


Invocando o Espírito do Senhor sobre os participantes do congresso, o Ministro concluiu convidando-os a permanecer peregrinos da verdade: "Queridos irmãos de nossos Centros de Estudos, desejo que permaneçam peregrinos da verdade, homens de misericórdia e, portanto, ousados ​​no pensamento e na sabedoria da fé de Hoje".


Os quatro dias do Congresso foram muito apreciados pelos frades participantes. Para Fr. Raffaele di Muro, OFMConv, Decano da Pontifícia Faculdade San Bonaventura – Seraphicum de Roma, o Congresso foi uma oportunidade para trabalharmos juntos e “aumentar a qualidade do nosso estudo, da nossa pesquisa e do nosso ensino”.


Para Fr. Luca Bianchi, OFMCap, Decano do Instituto Franciscano de Espiritualidade de Roma, estes dias foram um "convite a uma colaboração fraterna com toda a família franciscana, se quisermos realmente preservar o seu carisma". O Diretor da Escola Franciscana de Teologia dos Estados Unidos, Fr. Garret Galvin, OFM, disse: “Todos nós temos preocupações semelhantes, porque todos estamos tentando realizar algo, mas precisamos de orientação geral e apoio para que possamos chegar juntos e fazer algo muito mais forte.”


Para Fr. William Short, OFM, Diretor do Collegium S. Bonaventuræ de Roma , o Congresso foi uma bela experiência de intercâmbio intercultural entre colegas. “Neste presente - disse Fr. William - inspirados no magistério do Papa Francisco, vivemos um momento franciscano tanto na Igreja como na sociedade global. Devemos responder com a nossa tradição às questões de hoje sobre os temas principais, como a economia, a ecologia integral, o cuidado da casa comum; o espírito franciscano de paz e reconciliação pode dar respostas a um mundo dilacerado por guerras e violência. Como encontrar "aliados" na família franciscana, na Igreja, na sociedade local e internacional? O objetivo é que a mensagem da presença de Cristo no mundo chegue a todos os níveis: a força do amor deve vencer a força do ódio, a possibilidade de reconciliação deve existir também nos conflitos mundiais, deve haver sempre um espaço para a paz”.


Fonte: ofm.org




26 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page