• Franciscanos do RS

O amor na Primeira Carta de São João

A Igreja no Brasil reza, reflete e contempla neste mês de setembro (mês da Bíblia) a Primeira Carta de São João. Com o projeto denominado: “Para que n’Ele nossos povos tenham vida” e o lema: “Nós amamos porque Deus primeiro nos amou” (1 Jo 4,19).

Quando olhamos o todo do texto da primeira Carta de São João, transparece um conflito interno. O conflito desta comunidade cristã está na diversidade de opiniões sobre a pessoa de Jesus Cristo. Um grupo achava que o Verbo estabelecia um padrão moral para atuar na vida do dia-a-dia. E o outro grupo (denominado separatistas) apenas acreditava no Verbo, sem consequência prática.

Nesta primeira carta de São João existem várias qualidades denominadas para Deus, como por exemplo: Deus é luz (1 Jo 1,5 – 2,27). Também apresenta a pessoa de Jesus, como o justo (1 Jo 4,2).

Já na terceira parte da Primeira Carta de São João (1 Jo 4,7 – 5,12) apresenta que Deus é amor. Lembrando que a segunda seccão do texto (1 Jo 2,28 – 4,6) nos recorda que o ser humano que pratica a justiça é de Deus.

Dessa maneira, o tema de Deus é amor é muito semelhante ao tema Deus é luz. Pois, quem diz que ama a Deus e não ama os seus irmãos e irmãs são mentirosos (1 Jo 4, 7 – 21). O autor da carta reforça a ideia que todo aquele que nasceu de Deus, ama o seu irmão e sua irmã.

Também Deus teve a iniciativa do amor com o ser humano. E por causa, deste amor do Criador com a criatura, nós (seres humanos) podemos amar as pessoas com a mesma intenção do amor de Deus. “Amemo-nos uns aos outros, pois o amor vem de Deus e todo aquele que ama nasceu de Deus e conhece a Deus, porque Deus é amor (1 Jo 4, 7).

Conhecer a Deus é praticar a virtude do amor. Dessa forma, o conhecimento de Deus não é algo teórico e fechado em um “escritório”, porém é uma experiência vivencial do cotidiano dos discípulos-missionários de Jesus Cristo. As consequências do amor são: a espiritualidade, a solidariedade, a paz, a alegria, a ternura, a misericórdia, a bondade, a mansidão, a misericórdia e o perdão.

Portanto, sejamos instrumentos do amor de Deus, pois Deus nos amou por primeiro. E Deus quer que sejamos luzes na vida das pessoas, levando o amor de Deus, pois “todo aquele que ama nasceu de Deus” (1 Jo 4,7).



Frei Tiago Frey, OFM

422 visualizações

CONTATO

Secretaria Provincial

SAV - Serviço de Animação Vocacional

LINKS

Comunicação

Facebook

© 2019 Todos os direitos reservados - Província Franciscana de São Francisco de Assis no Brasil

logo_easy_branco.png