• freifranklinofm

Paróquia São João Batista de Boqueirão do Leão celebra 80 anos

Neste ano de 2021 a nossa Província Franciscana São Francisco de Assis no Brasil (Freis Franciscanos do RS) assumiu, através da Equipe das Missões Populares, a paróquia São João Batista de Boqueirão do Leão que neste ano celebra seus 80 anos de existência. Acompanhemos um pouco da história da Paróquia:


Bodas de Carvalho da Paróquia São João Batista de Boqueirão do Leão

80 anos

Os primeiros habitantes que aqui chegaram enfrentaram muitas dificuldades. As primeiras famílias açorianas vieram por volta de 1.800. Em 1.900, descendentes da família Vedoy, também se estabeleceram nesta serra. A partir de 1.920 os primeiros imigrantes italianos aqui chegaram animados em trabalhar e explorar as riquezas do lugar. Em 1.923 já havia um aglomerado de casas e uma pequena igrejinha.

As comunidades que hoje formam a paróquia de Boqueirão do Leão, nesta mesma época, recebiam imigrantes, que já tratavam de erguer uma capela que serviria ao mesmo tempo de escola. O atendimento religioso à população, as vezes demorava tempo. Os lugarejos que pertenciam a Santa Cruz do Sul, eram atendidos pelos padres que vinham de Sinimbu- vila Schmidt, Estância Schmidt e Colônia Picolli. A região do Paredão até Sete Léguas pelos padres de Monte Alverne. Em 1926, os padres franciscanos chegaram ao Estado, estabelecendo-se no povoado de Fão, na época pertencendo a Lajeado, hoje Marquês de Souza. Os freis, então faziam o atendimento em Progresso, Pouso Novo, quatro Léguas, Colônia São Paulo até Boqueirão do Leão. As missas eram rezadas nas casas e o padre permanecia mais dias na localidade para atender os fiéis, com batizados, casamentos, catequese.

Enquanto o povoado de Boqueirão ia crescendo surgiu a necessidade da construção de uma igreja maior. Com doação do terreno e madeiras, a construção ficou pronta e em 12 de fevereiro de 1941 a nova igreja era inaugurada. Já amadurecia a ideia entre as lideranças locais de encaminhar um pedido à Arquidiocese de Porto alegre, para a criação da Paróquia. Não demorou nem um ano e Dom João Becker, arcebispo metropolitano de Porto alegre assim decreta: “Fazemos saber que atendendo às necessidades espirituais dos moradores dos extremos dos municípios de Lajeado, Venâncio Aires e Santa Cruz do Sul, havemos por bem criar a Paróquia São João Batista de Boqueirão do Leão, desmembrando para a sua formação parte dos territórios das paróquias de Progresso, Vila Sério, Venâncio Aires, Monte Alverne e Sinimbú. Assinado D. João Becker – arcebispo de Porto Alegre, em 10 de novembro de 1941”. Passado pouco mais de um mês, diz D. João Becker. “em 27 de dezembro de 1941, em visita pastoral, voltamos a esta paróquia de São João batista de Boqueirão do leão e demos posse solene ao 1º vigário Revmo. Sr. Pe. Arno Luiz Eckert. Muito recomendamos à comissão promotora da nova paróquia e aos fiéis em geral o cumprimento do que estabelecemos. Assinado Dom João Becker.

As duas primeiras igrejas de Boqueirão do Leão eram dedicadas a Santo Antônio. A mudança de padroeiro para São João Batista, foi sugestão do próprio Dom João Becker, que doou a imagem de São João Batista, até hoje em nosso presbitério.

O primeiro vigário Pe. Arno Luiz Eckert permaneceu na paróquia até 1945. De 1945 a 1952 o pároco foi Pe. Arlindo Pochmann. Sucedeu o Pe. Arlindo o cônego Alfredo Rossa de 1952 a 1956. Pe. Avelino Simon de 1956 a 1967. Pe. Reynaldo Reinher de 1967 a 1981, o que permaneceu mais tempo aqui. Depois assumiram Pe. Álvaro Aloísio Lenhardt, seguindo o Pe. Alfredo Lenz, novamente Pe. Álvaro Lenhardt, depois Pe. Pedro Bernardo Rockenbach e durante 10 anos o Pe. Paulo Mayer, atualmente a paróquia é atendida pelos Freis Franciscanos César dos Santos Machado e Leandro Joel Defendi.

Os paroquianos se sentem agradecidos e felizes por esta data e pela união das comunidades, cultivando a fé, sempre crescendo material e espiritualmente. Daqui a 20 anos, em 2041, possamos com a mesma fé e alegria comemorarmos o centenário da paróquia São João Batista de Boqueirão do Leão.


Prof. Osmar Ghisleni



64 visualizações0 comentário